192.168.ll

O usuário de qualquer equipamento quer que as suas preferências sejam refletidas e é para isso que serve a configuração: para que ele coloque nesse aparelho o que ele mais precisa. Com os roteadores, essa lógica persiste: os internautas têm necessidades variadas e querem que os seus equipamentos funcionem de jeitos diferentes, podendo, para isso, configurar manualmente.

A condição que as fabricantes põem para que essas personalizações sejam efetuadas é que se use um Internet Protocol, que é o acionador da página de configuração. O 192.168.ll é muito escolhido, mas não possibilita que as pessoas configurem e é primordial mencionar isso para que outros usuários não se enganem também.

Explica-se o fato de o 192.168.ll não permitir configurações com o seguinte: ele, mesmo sendo um Internet Protocol, não é para isso. A maioria dos IPs que não podem entrar nas configurações de equipamentos são, então, de rastreamento, sendo claro que esse é incluído nisso.

Para que essa sequência em questão fosse útil para realizar personalizações, era preciso que o seu final fosse “1.1”, ou seja, que o endereço fosse 192.168.1.1. Com essa apresentação, quase todos os roteadores e os modens teriam o seu painel de configuração acionado.

Um roteador que está com o 192.168.ll pode ser formatado?

Utilizar o Internet Protocol não atrapalha em qualquer nível a formatação que se queira fazer. Olhando na parte de trás desse equipamento, será visto um pequeno buraco e é preciso encaixar nele algum objetivo que seja bem fino. Por alguns segundos, é preciso que se pressione o botão que está no fim desse buraco, valendo dizer que alguns modelos mais recentes colocam um botão bem mais raso e que não requer esse instrumento fino para poder apertá-lo.

O roteador configurado não tem qualquer grande aviso de que está restaurado: na verdade, só se percebe que ele passou pela restauração quando ele é ligado, já que não existirá nenhuma rede wireless conectada nem quaisquer outros dados. De fato, nem mesmo o login referente ao seu painel de configuração vai ser localizado.

Quando o login para o 192.168.ll é criado?

Se o Internet Protocol inserido é o que tem o final “1.1”, então uma caixa de diálogo pedirá que se registre um login. Selecionam-se algumas letras e alguns números para que se crie a senha e colocar um e-mail, por exemplo, para ser o nome de usuário. Apesar dessas sugestões, é claro que a marca do roteador pode aceitar somente alguns tipos de login e que se deve consulta-la através do manual de instruções.

Uma vez que o login existe, o primeiro ponto no qual o internauta vai ter de parar é no Mode, que corresponde a uma das abas ou que está dentro de alguma sobre a conexão. Quase todos os aparelhos roteadores precisam estar com configuração PPPOE, mencionando-se ainda que até os modens tendem a usar essa forma de conexão. Depois das configurações, é possível que os dispositivos móveis conectem-se com o wireless de forma mais forte quando o roteador é reiniciado.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.