10.0.01

Os aparelhos roteadores que são comercializados nem sempre são de fabricação brasileira: na realidade, muitos consumidores estão com aparelhos que são importados e um Internet Protocol que se utiliza para as suas configurações é o 10.0.0.1. É usando-o que os internautas conseguem trocar quase todas as coisas que o seu roteador faz, estabelecendo nele também uma rede wi-fi.

Quando se visualiza o 10.0.01 e o 10.0.0.1, vê-se rápido que há uma diferença: os dois últimos dígitos não podem estar juntos, sendo obrigatório que exista um ponto no meio. Uma vez que o 10.0.01 não tem esse ponto, ele é uma versão errada e que os usuários precisam rejeitar.

Não é difícil que as pessoas, quando estão buscando por Internet Protocol para configurações, confundam-se por causa da quantidade de algarismos iguais que os IPs apresentam.  É exatamente para que esse tipo de confusão entre os protocolos seja minimizado que o melhor é que cada IP seja sempre copiado: se é usado o CTRL+V, a única chance de esse endereço continuar errado é se ele tiver sido copiado dessa forma.

Como os roteadores tornaram-se os aparelhos dos quais mais se falam, é claro que os internautas que navegam por intermédio de um modem não sabem om certeza se podem utilizar o Internet Protocol quando configuram-no. A resposta é que eles devem, inclusive, usar esse IP.

Quem tem algum roteador de rede privada podem usar o 10.0.01?

Existem números de IP que são especialmente recomendados para quando o roteador é de rede privada. Porém, essa é uma especificação que não se pode relacionar a esse Internet Protocol: na realidade, ele é recomendado para quando o aparelho é para conexão doméstica.

No entanto, alguns modelos desse podem aceitar esse endereço de configuração e o manual de instruções traz esse tipo de orientação. Aliás, antes de qualquer mudança no roteador ou no modem, é essencial que se veja a seção correspondente no manual e que se sigam as suas especificações.

Se o aparelho aceita o 10.0.01, o que se faz?

Sendo uma rede doméstica ou qualquer rede privada, sempre será preciso que se abra o navegador e que se clique na barra de endereços. Quando ela estiver pronta para que o IP seja posto, coloca-se essa sequência e aperta-se o “enter”. Uma caixa de diálogos que terá dois espaços vai ser vista; nesses espaços, os internautas precisarão por uma senha e um nome de usuário.

Não é sempre que o roteador permite que o internauta faça sozinho a sua senha, por exemplo, aplicando-se isso ao nome de usuário. Portanto, alguns apenas acessam quando a provedora de Internet passa para eles um login. Falando dos que fazem sozinhos esse login, o cuidado para que ele não seja considerado óbvio demais precisa ser lembrado: a maioria das recomendações é para que se coloquem letras na senha.

Além de ser fundamental que se lembre de que o login tem de ser registrado, outra coisa essencial é que o mode desse roteador ou do modem seja o PPPOE.

One Response

  1. Fernando agosto 31, 2018

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.